sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Capítulo 169

O que será que será
Que andam suspirando
Pelas alcovas?
Que andam sussurrando
Em versos e trovas?
Que andam combinando
No breu das tocas?
Que anda nas cabeças?
Anda nas bocas?
Que andam acendendo
Velas nos becos?
Estão falando alto
Pelos botecos
E gritam nos mercados
Que com certeza
Está na natureza
Será, que será?
O que não tem certeza
Nem nunca terá!
O que não tem concerto
Nem nunca terá!
O que não tem tamanho...

O que será?
Que Será?
Que vive nas idéias
Desses amantes
Que cantam os poetas
Mais delirantes
Que juram os profetas
Embriagados
Está na romaria
Dos mutilados
Está nas fantasias
Dos infelizes
Está no dia a dia
Das meretrizes
No plano dos bandidos
Dos desvalidos
Em todos os sentidos
Será, que será?
O que não tem decência
Nem nunca terá!
O que não tem censura
Nem nunca terá!
O que não faz sentido...

O que será?
Que será?
Que todos os avisos
Não vão evitar
Porque todos os risos
Vão desafiar
Porque todos os sinos
Irão repicar
Porque todos os hinos
Irão consagrar
E todos os meninos
Vão desembestar
E todos os destinos
Irão se encontrar
E mesmo padre eterno
Que nunca foi lá
Olhando aquele inferno
Vai abençoar!
O que não tem governo
Nem nunca terá!
O que não tem vergonha
Nem nunca terá!
O que não tem juízo...

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Capítulo 168

Já pararam pra pensar que numa separação decidir quem fica com o carro, apartamento, sofá, geladeira e etc é o de menos? Que dividir o nosso e ter de volta o que era meu e teu não é nada perto de quem vai ficar ( e como ficarão) com as lembranças. Não, não precisa parar de ler, não é um post sentimental, muito pelo contrário. Há todo um trabalho, sempre há uma parte muito mais disposta a rapidamente seguir a vida: apaga-se depoimentos, recados e fotos do orkut, o namorando sai de cena (todo o trabalho é justificado para que não se tenha problemas numa futura relação). Enfim, parece bem inteligente, não é mesmo? Afinal, acabou, acabou. Todavia, tem gente que se atrapalha um pouco no meio do caminho. Quem nunca passou pela situação de conhecer uma pessoa e você só perguntou se ele já tinha namorado alguma vez na vida e ouvir como resposta: "Já, durantes dois anos e meio (homens adoram dar ênfase a datas longas, como se fosse um certificado pra eles) com a Patrícia, ela é bióloga, adoraaava viajar, tinha três cachorros, um carro que toda semana dava problema, etc etc. Perceberam que era só ele dizer "sim" e ok? Agora pensem que a sua vida pode estar sendo contada por aí. Pior, de um ponto de vista bastante defasado. "A Juliana trabalha no jornal, faz teatro, tem um blog, que aliás vc devia ler, fraquinha pra bebida, espaçosa na cama ...." e por aí vai. Chata a situação, hein?? Acho que deveria ser proibido falar de ex-namoros para futuros parceiros. É tão sem lógica fazer isso. Só contribui para pessoas neuróticas com ex, comentários anônimos e a crença que nada que comece com ex pode ser bom.

Capítulo 167

Tem coisa mais chata que ligar para uma pessoa e não conseguir falar com ela? Algumas assessoras de imprensa parece que fazem de propósito. Eu ainda não descobri se elas fazem isso para testar a sua paciência ou se elas competem entre si. Com o tempo aprendemos a ficar menos tempo na linha.

Antes
Você - Alô, por favor a fulana 1.
Assessora - Quem gostaria?
Você se identifica
Assessora - É sobre o que? Eu posso te ajudar?
Você - Sobre a empresa X, para uma matéria tal que eu vou fazer, blá, blá, etc, etc....
Assessora - A fulana2 também atende essa empresa, quer que eu passe pra ela?
Você - Ok.
Fulana 2 - Oi Juliana, diga.
Você- Então, é sobre a empresa x, pra uma matéria tal que eu vou fazer, blá, blá. etc, etc....
Fulana 2 - Ah isso é só com a fulana 1 mesmo. Um minutinho.

Fico p. da vida, por que não passa logo pra pessoa que eu quero falar? Que xeretice aguda querer saber o teor da conversa.

Hoje em dia.
Você - (se identifica logo que houve um alô do outro lado) - Por favor a fulana.
Assessora - Sobre o que seria ?
Você (que não cai mais nessa) - Sobre um e-mail que ela passou, é só com ela.
Assessora - Um instante.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Capítulo 166

Tem coisas que aprendemos cedo na vida. Aprendi com sete anos que duas pessoas juntas chamam mais atenção do que uma. Era casamento de uma prima do meu pai. Depois da cerimônia teve uma festa toda pomposa. Noivos dançando e eu lá bem perto deles.
Mãe - Juliana sai daí.
Eu - Mas mãe, aqui eu também vou aparecer no filme e eu fico perto da noiva. (Eu era fascinada por noivas, achava que elas pareciam princesas de conto de fada. Ainda acho um vestido de noiva fascinante, se um dia eu me casar, minha lua-de-mel ficará super prejudicada porque eu nunca mais vou querer tirá-lo.)

Bom, a prima do meu pai sempre foi uma pessoa maravilhosa e logo que acabou a valsa, ela me chamou pra pista e todas as atenções foram pra mim. Lá estava eu, com todos os convidados olhando pra mim, com a câmera em mim, com as senhorinhas olhando e dizendo "mas que graça". Eis que no meio do meu show surge um mocinho, que devia ter mais ou menos a mesma idade e :"quer dançar comigo?" e eu não tive outra resposta a não ser "Não, né"
Poxa, eu estava lá, dançando, com minha própria coreografia (que devia ser um horror) e vem um garoto e quer dançar? Ahhhh... Continuei nos meus passinhos, mas o mocinho achou uma outra garotinha que aceitou dançar com ele e então, foi que aconteceu, ninguém mais olhou pra mim. Todos só tinham olhos pro casalzinho. Sai indignada da pista.
Eu - Mãe, ninguém mais tá olhando pra mim
Mãe - Vc não quis dançar com o menino.
Eu - Claro, ia ter de ficar dançando que nem um robozinho. (e ia mesmo)
Mãe - Agora não reclama, ele está dançando com a outra menina.
Eu - Eu também quero dançar com ele.
Mãe (com aquela cara que só mãe tem) - Juliana
Eu - Essa festa acabou pra mim.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Capítulo 165

Levanta a mão que já se cansou do disse-me-disse entre Angelina Jolie e Jennifer Aniston. Que chatice, coisa que cansa a beleza de qualquer ser humano. Geováaa, pior que ex, só a próxima mesmo, não é? Já não está com o cara? Não encheu a casa de crianças? Passado é passado, não pode ser mudado. Tá certo que é o Brad Pitt, mas mesmo assim não vale uma ruguinha sequer. Que dirá os demais!!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Capítulo 164

A pedidos :P

Você sabe quando sua amiga se esforça muito pra você conhecer alguém.
Na balada. Momento 1

Vocês estão na pista, quando de repente ela pega e te vira na direção contrária, muito animada:
Amiga - Olha aquele cara que lindo!! É um Clark Kent. Parece o Luciano Szafir!! Vai falar com ele.
Você - (neste momento vc percebe o quão "alegre" ela está) Ahahahah, eu não vou. Ele nem parece o Luciano Szafir, só se for do avesso. Pára de beber.
Amiga - Tudo bem, não quer, não quer, mas ele é um gato.
Você - Chega, vamos voltar pra mesa.
Nisso, sua amiga faz um gesto e convida o "Luciano Szafir" pra voltar pra mesa também. Uma fofa!


Momento 2
De volta à pista. Um carinha se aproxima.
Você - Vamos mais pra lá, discretamente.
Amiga - Não, fica. Esse é lindo de verdade. Olha que graça: loiro, olho azul.
Você - Não gosto muito de loiro.
Amiga - Não? (ela tá careca de saber isso)
Você - Ele é o Brad Pitt?
O cara chega na roda. Você pensa que ele não tem culpa da bebedeira da sua amiga e conversa cinco minutos com ele até chegar naquele "é, então, não vai dar, blá, blá, blá"
Você vai saindo discretamente quando...
Amiga - E aí? E aí?
Você - Não vai rolar, muito baby, né.
Amiga - Ahhhhh..peraí.
Sua amiga vai até o cara, coloca a mão no ombro dele e diz: Amigo, não vai dar, o problema é que você é muito baby.
Geováaa, que foi que eu fiz pra ela??


Momento 3
4 da manhã. Você uma pessoa normal. Levanta cedo, trabalha, tá cansada no final da madrugada. Você senta e desiste da balada.
Amiga (parecendo o coelhinho da propaganda da pilha duracel) - Puxa, que vc tem?
Você - Tô cansada, super quebrada, vamos embora.
Amiga - Resolvo isso já.

Logo, você pensa que daqui poucos minutos estará em casa, na sua cama linda, dormindo e ... ops, de repente você sente duas mãos masculinas massageando seus ombros. Quando você se vira... surpresa: Luciano Szafir. O do avesso.
Você - Meuuuu, tira sua mão agora do meu ombro. Que vc tá fazendo, hein? (coisa mais irritante do que alguém com a mão em vc sem ser convidado, tsc, tsc)
Luciano Szafir do Avesso - Sua amiga falou que vc tava cansada, vim aqui fazer uma massagem.
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ok, vamos lá resolver de fato a situação.
Você - Sua comanda tá marcando 4 cervejas. Vc não bebeu só isso, vc não ficaria assim. (eu ficaria com 4 cervejas daquele jeito. Mentira, com 2 eu já viro cantora pop)
Amiga - Bebi tequila.
Vaquinha. Bebeu de graça e nem me chamou.



Momento 4
Voltando pra casa. Adivinha quem foi dirigindo? Sim, senhoras e senhores, my friend.
Subiu a Teodoro Sampaio passando por todos os semáforos vermelhos, sem buzinar, sem jogar farol, sem reduzir os 80km/h.
Dr. Arnaldo
Você - Para o carro.
Amiga - Você quer dirigir?
Você - Quero, vc tá dormindo.
Amiga - Só dei uma piscada. (piscada de dois segundos) Eu tô bem.
Você - Pega a pista do meio.
Amiga -Por que?
Você - Pra gente demorar mais pra entrar no poste.
Final da Consolação
Amiga - É, acho que eu não tô aguentando.
Você - Acha? (ahahaha, pior que eu ri, a gente precisa se divertir com pessoas bêbadas)
Você assume o comando do carro. O grande desafio de se dirigir às 4 e pouco é desviar dos outros motoristas. Bêbados, óbvio. Cadê a lei seca? Vai dizer que não pegou...
Amiga - Você tá indo rápido.
Você - Relaxa, eu tô sóbria. ( e melhor, sei onde está cada radar, chance zero de levar uma multa) Sabe, balada é muito o lugar onde estão todos os errados. Ou então eu realmente seja extremamente exigente. Ou sei lá o que, não é?
Amiga - .... ah, desencana de tudo.
Você - Pois é, essa história de encontrar alguém e ser feliz pra sempre, é meio bullshit. Mas no fundo, eu acho que ainda acredito, que só se diz eu te amo uma vez na vida de verdade, que vc acha?
Amiga - zzzzzzzzzzzzzzzz........

Capítulo 163

No telefone:

Eu - Não é o número #### - 0710??? (zero, sete, um, zero)

Engano - Não, aqui é #### 0710 . (zero, sete, dez)

Eu - ????

Engano - Ah, é esse mesmo, olha, dá na mesma!!!

domingo, 25 de janeiro de 2009

Capítulo 162

O curioso caso de Benjamin Button:

1º Nada dura para sempre, mas há coisas que são eternas.
2º Uma cama, um quarto; um casal não precisa de mais pra ser feliz.
3º Brad Pitt lindo em todas as fases. (vontade de levar pra casa)

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Capítulo 161

Não tenho tempo pra mais nada. Ser feliz me consome muito. (C.L.)

Capítulo 160

Tão bonitinha essa música....Ainda bem que tudo muda, que o mundo gira e as coisas melhoram, sempre!!!

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo
Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar

Capítulo 159

Aí pessoal, todos torcendo por Penélope Cruz no Oscar, hein!!! Aaaha, como se torcida ajudasse a ganhar a estatueta mais desejada do cinema... Enfim, minha aposta já está feita. Ah, e dedinhos cruzados para Kate Winslet too!!!

Capítulo 158

Tempo fechado, garoa fina, calça, blusa, guarda-chuva, ventinho gelado no rosto.... é verão em São Paulo!!!

Capítulo 157

Sai, uruca....

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Capítulo 156

Um amigo fofo e bem criativo contando os problemas com a insônia na noite passada:

- Nem consegui dormir de ansiosidade.....

- Ansiosidade ? (tenho que perguntar, né, vai que nessa reforma inventaram palavras novas? eu tenho ótimas sugestões pro nosso querido dicionário)

- É, quando você tá ansioso.

- Isso não é ansiedade? (parabéns, vc segurou a risada até esse momento, pode rir)

- Ahahahha, vai pro blog, né?

Vai, já foi.

Capítulo 155

Até hoje essa descrição barata "site de relacionamentos" não combinou muito com o orkut.Ok, ele até tem os seus momentos de ligar as pessoas, mas vamos combinar que a missão número um dele é facilitar a xeretice. Ah, e como é bom. Melhor quando você faz isso com alguém. E pode ficar ainda melhor quando esse alguém é sangue do teu sangue. Onde você encontrará alguém que te compreenda mais e possa tecer comentários tão bons quanto os seus? Um giro pelas novidades orkuteiras; comunidades (adoro), acredito que seja possível conhecer uma pessoa pelo tipo de comunidades que ela tem (verdade, todo meu bom humor está lá bem representado :P); fotos - já sou périta em afirmar se a pessoa é ou não é bonita (claro que falo daqueles/a que nunca vi pessoalmente), com pouquíssimas fotos vc descobre isso. "É feia, zuada" . "Acho que ela é normal". "Não é, abre a outra". "Nossa, é zuada". E o ponto alto do orkut, ainda com todas os cadeados de segurança do mundo, é o orkut de terceiros. Já ouvi amiga dizer que não sabe quem visitou a página dela pra poder fuçar em paz. Não dá pra desabilitar essa função, é sempre uma surpresa ver alguns nomes na lista de visitantes. Mas tem gente que consegue. Minha curiosidade ainda não permite.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Capítulo 154

Aprendendo a viver

Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário.
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.
"Não podemos viver apenas para nós mesmos.Mil fibras nos conectam com outras pessoas;
e por essas fibras nossas ações vão como causas e voltam pra nós como efeitos."(Herman Melville)

Capítulo 153

Tem filme que é incansável. Você pode ter assistido dez vezes, ter o dvd, mas se ele está passando na tv, há como resistir? Um dia faço a lista de todos que valem a pena ver de novo, porque hoje falo exclusivamente de um: Um homem de família (the family man). A primeira vez (aquela que a gente nunca esquece :P) foi numa madrugada na Globo. O primeiro pensamento foi "o filme é demais" e o segundo óbvio " não posso dormir". Com a tv a cabo, especialmente na época de natal, a presença garantida em qualquer canal de filme. O natal já passou ( as dívidas ficaram) mas esta semana tive a honra de vê-lo duas vezes. Não sei o que me prende tanto à ele. Talvez o fato de num determinado momento da sua vida tudo pode realmente mudar e a história seguir um rumo diferente. E aí a pergunta é o que teria sido? E você ainda pensa no que poderia ter sido? Por que será que você ainda pensa nisso? Não há coincidências neste mundo. * Outra película que merece ser vista todas as vezes do mundo é Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança; mais perturbadora (humm.. no bom sentido, possível isso?) que a primeira, e com aquela antiga crença de que do seu destino ninguém desvia.

Capítulo 152

Eu sei que hoje todos só vão falar sobre o Obama, por isso que tenho de escrever isso, porque certamente você não verá isso. Ok, a notícia é mais uma daquelas que servem para encher um espaço vazio no jornal ou então para criar pautas em programas diários. "Homens resistem mais à tentação de comer que as mulheres", o que de acordo com a pesquisa explica a eterna briga feminina com a balança (acredito que dois quilos a menos é sempre possível). Esse estudo caiu como uma luva pra mim. Não preciso mais me sentir culpada quando estiver malhando e pensar em comida (sempre massa: macarronada, lasagna..) há uma razão biológica para isso e o mais importante, eu não como tudo isso, só penso em comida. O próximo passo é alimentação pela luz solar.

sábado, 17 de janeiro de 2009

Capítulo 151

That I would be good ...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Capítulo 150

Preciso comentar sobre Maysa, não aguento... rssssss... Bom, antes de tudo, toda novela, filme, minissérie que eu vejo, às vezes até propaganda, eu penso "eu podia ser assim na vida real" ou "eu podia fazer esse papel". Sempre me vejo, seja na ficção ou não, em determinados personagens. Tirando vício com bebida, remédios, infedelidade, um berço de ouro, ufa... ok, sobrou a personalidade forte e claro: super me identifiquei com a Maysa. A cantora que até pouco tempo eu acreditava ser a única que a conhecia. Quantas vezes essa conversa já não aconteceu e eu ficava muito feliz achando que tinha encontrado alguém para dividir minhas impressões sobre ela:

Alguém - Vc conhece a Maysa?
Eu (muito feliz) - Claro, adoro!!!
A - Vc já viu as coisas que ela fala?
Eu - Fala? Onde? Ela já morreu.
A- Claro que não, vc é doida? Ela tem programa no Sbt. Vc tá falando de que Maysa?
Eu- Ah (aí vc entende que é aquela pirralha, inteligente, engraçada e desbocada).. Maysa, a cantora, sabe? Ne me quitte pas?
A - Não, mas vc devia ver uns vídeos da Maysa no youtube, muito bom......


Graças a minissérie nunca mais esse tipo de diálogo vai acontecer, espero eu....

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Capítulo 149

Let it be....