quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Capítulo 300

Deveria ser proibido chorar e ficar com cara de quem chorou. Além de você não aguentar se olhar no espelho, te olham de um jeito estranho.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Capítulo 299

Quantas vezes vocês já não ouviram "se eu pudesse voltar atrás faria muitas coisas diferentes, etc, etc, etc...." Tenho a teoria de que se fez uma vez é fácil, fácil fazer duas, três, quatro,... deve estar no dna cometer alguns tipos de erro. Sabe o que seria bom mesmo?? Dar um forward e não olhar pra trás.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Capítulo 298

O melhor não é ter a certeza do que a gente quer (o que acaba com a deliciosa sensação das descobertas). O melhor mesmo é saber tudo o que não queremos.

domingo, 27 de setembro de 2009

Capítulo 297

Ainda bem que garçom tem um dia para eles (11 de agosto, sabe-se lá o motivo) porque eles realmente merecem. Aquela pessoa que nas novelas tem papel secundário, assim como os porteiros, porém, são importantíssimos. Ele sabe o que você quer beber quando você nem tinha pensado nisso, fura a fila na hora de te arrumar uma mesa (eles ganham infinitos pontos fazendo isso); e pra provar que o talento deles não se restringe a equilibrar copos e mais copos numa bandeja, eles também têm seus momentos conselheiros amorosos ("o namorado não veio hoje"? ; pedem o telefone para terceiros e trazem recados). Sério, às vezes eu esqueço que eles estão lá trabalhando e dá uma vontade de falar pro garçom se juntar aos meus amigos. Ah, antes de pedir a conta, digo, terminar o texto, a tentação de não pagar os 10% é sempre só uma tentação porque ( a maioria) dos garçons merece.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Capítulo 296

Cada um tem um jeito próprio para lidar com problemas. Antes eu gastava mais tempo com eles do que merecido. Aí, como o meio termo é algo desconhecido para mim, resolvi não perder mais um milésimo de segundo que fosse com nenhum problema. Meu nome é Juliana, meu sobrenome praticidade. Tá, não deu muito certo também. E sem contar que é mega difícil, o problema vai surgindo e ops, muda o foco e lá está vc pensando em outra coisa. Sábado a noite em casa então, é tão assustador quanto o homem do saco para uma criancinha ( as crianças de hoje em dia não tem mais medo disso, tem??). Aí vc entra no ritmo frenético de São Paulo, não para nunca, e a única coisa concreta que vc consegue pensar e sentir é que está cansada. Agora eu me pergunto, pra que, hein?? Não adianta atropelar os problemas e querer fazer as coisas acontecerem, isso vira em pouquíssimo tempo uma bola de neve e se bobear ela passa por cima de vc. Acho que é hora de reduzir a marcha e descobrir o que o meio termo significa na prática.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Capítulo 295

Em comemoração aos 15 anos de um dos melhores seriados, Friends. Poderia colocar todos os episódios aqui, mas acho que isso não seria legal (em ambos os sentidos da palavra). Enfim, fica um pedacinho do capítulo final, que todo mundo já deve ter visto mil vezes.

Capítulo 294

O meu melhor sorriso foi pra você. Será que eu falei isso? Será que escrevi e ainda por cima mandei? Não, não, só pensei. Foi exatamente isso que aconteceu. Eu pensei em te contar. Fiquei ensaiando pra te dizer porque quando você olhasse alguma foto ou em algum dia que assim, de repente, você se lembrasse, era isso que eu gostaria que você pensasse, que meu melhor sorriso foi pra você. Aliás, não só o meu sorriso. Até os meus defeitos ficavam melhores na tua presença. Agora lembrei. Não sonhei, nem imaginei, muito menos ensaiei. Eu falei mesmo com todas as letras. Ah, eu também escrevi isso. Uma palavra falada não volta jamais. Uma frase escrita não pode ser esquecida nunca. Pronto, pra sempre você vai se lembrar disso. E quando acabar de ler - a história não terá nenhum sobressalto. Tudo continuará como tem sido - aí, você vai tentar voltar para a sua rotina com o ego nas alturas, um monte de lembranças na cabeça e ao olhar pro seu lado verá que aquele sorriso não é o meu.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Capítulo 293

O passado nunca passa. O passado é sempre presente.

domingo, 20 de setembro de 2009

Capítulo 292

Depois de seis dias consecutivos assistindo a novela das nove (uma raridade, diga-se de passagem), mesmo com os problemas que ela tem, adoraria ser a mocinha do folhetim. Que sorte que ela tem. Ela conhece o cara, gosta dele e ele idem, eles são livres e desimpedidos e, em pouco tempo, estão juntos. Se ela está triste, pensando na vida, derramando um rio de lágrimas, ele aparece. (se eu me debulhar em lágrimas o máximo que vou conseguir é acabar com a seca no Nordeste). O mocinho sempre surge nos momentos mais inesperados, seja do ar, do bueiro, enfim, o cara simplesmente surge lindo. Nos que os autores se baseiam para escrever essas bobagens que eu não consigo parar de assistir?? Sério, não é possível que seja na vida real. Pois, na vida real, se vc disser "nunca mais me ligue", o cara nunca mais vai te ligar. (é o único momento em que os homens são obedientes, porque quando vc diz "tira a mão daí, eles não conseguem captar a mensagem). Bom, se as novelas forem, baseadas mesmo na vida real (o que a cada dia eu acredito menos), qual núcleo eu pertenço? Sério, tõ bem desconfiada que eu sou do elenco de apoio. Só pra ficar claro, eu seria uma ótima mocinha.

Capítulo 291

Estava passando na hora que saí pro trabalho. Tinha tempo que não via este filme. É daqueles que eu paro pra ver sempre que passa.

sábado, 19 de setembro de 2009

Capítulo 290

E o Capítulo 257 deu pano pra manga. Tô recebendo até conselho: "Pensando estrategicamente, este é um ótimo momento pra vc arranjar um namorado. Assim, o Corinthians ganha do Goiás e do São Paulo, já são seis pontos e dá pra continuar sonhando com o título, que vc acha?". Pelo bem da nação corinthiana, eu super concordo. Patrick Dempsey, call me, baby!!! (tentarei não falar nele nos próximos posts, só pra não encher demais, hehe)

Capítulo 289

De carinha nova!! Ficou bom, não ficou?? Mudei sozinha, mó avanço, fala aí!!!

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Capítulo 288

Dorothy queria voltar pra casa;
o espantalho, um cérebro;
o homem de lata, um coração;
o leão, ser corajoso e
eu, o Mcdreamy...




humm.. tudo bem, confundi as histórias mas valeu pela foto (nos tempos de Capricho, ele seria considerado o colírio do mês, do século talvez)

Capítulo 287

Sou viciada mesmo!!! Mega ansiosa para os próximos cinco minutos.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Capítulo 286

Achava (ou queria achar) que tinha vocação para detetive, que simples perguntas (ou respostas, principalmente) tinham outras intenções. A tarefa é estressante. É um jogo de xadrez constante, analisando cada movimento, vendo se as peças se encaixam ou se caberiam outras no lugar. Até que cansei (bom, então, na verdade minha amiga pediu encarecidamente para eu parar de fazer isso, tipo, ela acha isso super auto-destrutivo, vcs acham?) Bom, aí, depois de analisar (viram que porcaria???), é, tô sempre analisando, analisando, o tempo todo eu analiso. Se eu passar um dia inteiro deitada (sonho meu, sonho meu) é capaz que eu chegue no final do dia cansada de tanto que eu penso na minha vida, na do vizinho e na morte da bezerra. Tá, parei com isso. Mentirinha, tô tentando diariamente, devo estar indo bem. Por exemplo, se alguém disser "comi um bolo de abacaxi ontem", sei que a pessoa tá me contando que comeu um bolo de abacaxi. E só. Em nenhum momento ela quis dizer que estava com saudades de mim porque eu gosto de bolo de abacaxi. (ok, é só um exemplo, meio bobo, I know, nem curto bolo de abacaxi). Levei 25 anos para entender que "oi, tudo bem?" é só "oi, tudo bem?" e eu nem fui alfabetizada em inglês, hein... Mas é isso, mensagens claras, diretas e em português.

Capítulo 285

A mãe mais engraçada do mundo é a minha.
Domingo, 13h, nem sinal de almoço.

Eu - Mãe, vc não vai fazer comida?
Ela - Ahahha, eu não e você?
(E eu? 1ª piada do dia, né? Faz super pouco tempo descobri onde ela guarda o sal)
Eu - Se eu soubesse... (com uma cara fofa, daquelas que mãe nenhuma resiste, bem, a minha resiste)
Ela - Ai, Juliana, Juliana, é assim que vc pensa em ir morar sozinha? Como é que vc vai comer?
Eu - Na sua casa.
Ela - Imagina só quando vc tiver seus filhos...
Eu - ... eu levo meus filhos também.

Ninguém cozinhou. Ninguém morreu de fome. Meu pai salvou o almoço!

Capítulo 284

Levanta a mão a garota que não adora esta cena?
Já sonhei tanto com Patrick Swayze.... (já não se fazem mais homens que dancem assim, né?)

http://www.youtube.com/watch?v=WpmILPAcRQo

domingo, 13 de setembro de 2009

Capítulo 283

Muito difícil decidir pra qual cidade viajar quando há milhares de opções. É uma tarefa estressante decidir entre calor x frio, sul x nordeste, Brasil x exterior, praia x neve, cruzar o oceano ou ficar por aqui. Vontade de ir para todos os lugares e ao mesmo tempo não ir para nenhum. É não ir para nenhum porque vamos combinar, viajar é um estresse. Além de fechar o roteiro, quanto tempo ficar, tem a questão grana. E mais, e se eu gostar tanto da cidade e não quiser mais voltar? - O que não seria nada impossível tendo em vista o caos que São Paulo se transformou. No fundo, acho que nenhuma das cidades que cogitei é aquilo que realmente procuro. Quero ir para uma cidadezinha onde meus problemas fiquem por lá (bom, pode ser de carro, de avião ou de metrô, aonde quer que a gente vá nossos problemas nos acompanham, sempre!), em que tenha sempre um lindo sol pela manhã, que se possa almoçar sem pressa, que todas as fotos fiquem fantásticas e que tenha um cara lindo, inteligente, bem humorado e mais um monte de coisas porque eu mereço uma diversão nas minhas tão sonhadas férias, ehhee. Continuo em busca do meu lugar dos sonhos.

Capítulo 282

Beatles, Beatles, Beatles
Não sou do tempo dos Beatles. Mas se fosse, não tenho dúvidas que teria sido a garota mais fanática pela banda, com pôster na parede do quarto e apaixonada pelo Paul. No entanto, eles continuam sendo notícias. Tanto que invadiram o meu tempo, anos e anos depois da separação da banda. Ainda pequena, acredito ter visto todos os filmes deles, sobre eles ou que tivesse um pouco mais da história dos garotos de Liverpool. Adorava também os filmes que tinham Elvis, todavia, Elvis ficou pelo caminho, nunca mais vi tive interesse em ver nada sobre. A diferença é que os Beatles ficaram por diversas razões essa paixão (incostante) por eles se manteve. A principal, são eles que cantam a música da minha vida. Qualquer argumento depois disso será só enrolação.





Meus queridinhos de Liverpool voltam à cena com The Beatles: Rock Band. Desnecessário dizer que já tô de olho nesse jogo, né?


quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Capítulo 281

Hoje é 9/9/09. Logo: você não vai receber uma promoção no trabalho, não vai acontecer nada de excepcional na sua vida pessoal, não vai cair um temporal (foi ontem, vocês se lembram?), o jogo do Brasil à noite vai ser como qualquer outro jogado em terras brasileiras, enfim, não vai acontecer nada demais hoje. É só mais um dia como todos os outros. Não acredito nas histórias dos e-mails que estão correndo por aí hoje e nem em qualquer outra coisa do gênero. Bom, ao menos que aconteça algo muito bom hoje. Aí, esperarei ansiosamente por 10/10/10; 11/11/11 e 12/12/12.

Capítulo 280

Só porque achei a homenagem original...

... e mais uma vez achei que deve ser muito legal ser Catherine Zeta-Jones

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Capítulo 279

Ontem foi comemorado o dia do sexo. 1º pra tudo nesta vida há uma data comemorativa?; 2º dia do sexo é comemorado no dia seis de setembro = 6/9 = 69. Ahãn, ahãn, coincidência ou data foi escolhida por esse motivo mesmo? Ou essa observação foi muito nada a ver?? Ou eu muito frustrada por só agora ter descoberto que ontem foi o dia do sexo e eu comemorei no trabalho?? Outra dúvida: se as datas comemorativas existem para movimentar o comércio, o dia do sexo foi criado para movimentar o que? a- os amassos no carro; b- no escurinho do cinema c- o bom e velho motel? Pra isso não tem já o Dia dos Namorados? Não reclamando, só tentando entender a lógica da data, só isso, sério mesmo.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Capítulo 278

Hoje eu vi o céu com olhos de adulto. Não tinha uma nuvem. Nenhuma. Criança olha pro céu e vê nuvens com desenhos. Nuvens em formato de jacaré, bolsa, mesa, carro e até dinossauro. O tempo passou rápido e agora sou grande.Não, não, não, eu ainda posso correr por aí, acordar cedo, ir para a escola e ter todas as tardes livres. Sim, o que aconteceu é que fiquei muito tempo olhando pra piscina, quase uma eternidade. Daí, olhei rápido pro céu e vi a piscina no céu. Foi isso, uma dessas coisas que acontecem em fração de segundos que os físicos adoram explicar. É, só pode ter sido isso porque sempre que eu olhar pro céu vou ver vários desenhos.


* (Quando pequena, acreditava que as nuvens apareciam para me entreter durante as viagens. Elas nunca perderam uma.)

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Capítulo 277

Eu sou uma fraude. Tenho a impressão que estou ficando pra trás enquanto todos seguem animadamente adiante. Eu devia ter uma chave de controle de sentimento. Liga e desliga, simples assim. Até o dia que chegue alguém e cause um curto-circuito.

Capítulo 276

"A vida é esta incerteza que em mim mora
A vontade tremenda de ir-me embora
E a tremenda vontade de ficar"

(Vinícius de Moraes)

Capítulo 275

Avant l'heur, c'est pas l'heure; après l'heure, c'est plus heure