segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Capítulo 312

Adoro um monte de coisas. Tantas que um top 5 com esses itens seria pouco. Precisaria de um blog só sobre isso. Uma das coisas que mais gosto é começar algo. Adoro começo, a sensação do novo. Por exemplo, na época do colégio a escola sempre era mais legal no início do ano com materiais, livros e professores novos. O começo é uma sensação incerta suspensa no ar mas que é capaz de te fazer seguir em diante só pra descobrir se você tinha ou não razão. Porque o começo é sempre bom e te faz querer que depois seja ainda melhor. Porém, aí vem o meio da história, onde tudo tem cara de rotina, meio de semana que não passa e até obrigação. O fim é sempre dramático ou então, pode trazer um alívio (finais de fechamento e plantões se enquadram nesse item). Por isso que eu escolho sempre o começo. Que sempre haja um começo, que os meios tenham a sensação que o início tem e que às vezes não haja fins.

Capítulo 311

Confesso que era contra o sistema de pontos corridos no campeonato brasileiro, mesmo achando mais justo com o time que tem melhor desempenho, e etc. Porém, na minha ingenuidade, acreditava que nunca mais teria uma final super emocionante, especialmente quando o São Paulo se mete a ganhar várias edições da maneira mais sem sal possível. Deixando de lado a teoria que o campeonato poderia ter sido comprado ou não, este ano surpreendeu. Com meu time na Libertadores, armando um time melhor ainda para o próximo ano e sem o risco de ser rebaixado, só me resta ver o circo pegar fogo. Princípios básicos de torcedores corintianos: que o São Paulo não seja campeão e que o Palmeiras fique de fora da Libertadores. No (intervalo) do trabalho fiz as simulações para as próximas para as últimas duas rodadas. Preparados? Ok, não vou colocar todos os jogos mas adianto que meu palpite futebolístico intui um corinthians x flamengo em 3x4 (se é pra perder que pelo menos tenha gol, bastante gol, né?). Depois de muito me divertir com essa ferramenta (os brinquedos de meninos continuam sendo os mais legais) cheguei a duas possibilidades para a ponta da tabela: Inter, SP e Flamengo ou Flamengo, Inter e SP. Ah, pro porco o sexto lugar, tá ótimo pra um time que tinha sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado e simplesmente desistiu de ganhar. (é, e não vamos torcer para o rival). De qualquer jeito caem: Coritiba, Náutico, Santo André e Sport (que já foi). Só mais duas semaninhas e já tô com saudade de ver dois jogos no mesmo dia (não tenho culpa se um confronto influencia no outro, não posso perder, né?). Bom, aproveitem meus palpites suuuper generosos porque em 2010 (ano do centenário, não podemos esquecer) a conversa é outra.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Capítulo 310

Top 5 - Só tenho pensado...


1- Nas minhas férias (mega justo, afinal, dois anos trabalhando direto)


2- Na chance do Palmeiras ficar de fora do G4 (se meu time já tá garantido na Libertadores só me resta secar o adversário)

3- Na minha orquídea que ressuscitou após três anos sem dar uma flor (achei q tinha matado a pobrezinha com meus problemas, dizem que as plantas sentem, tomara que não)

4- Preciso trocar urgentemente as músicas do mp3.

5 - Que uma fadinha podia aparecer e arrumar a casa, minha mesa no jornal ( não precisa nem ser uma super faxina, uma ajeitadinha já tá de bom tamanho)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Capítulo 309

Quando se está acostumado a olhar pela janela e ter esta vista


porém, o que se vê é isso ....




... alguma coisa está errada.


Porque se a energia só oscila, ok. O primeiro pensamento "ainda bem que a novela já acabou", hehehhe. Agora, quando vc fica totalmente às escuras, a primeira ideia é "poderia estar chovendo", porque é gostoso dormir com uma chuvinha, vendo a cidade no escuro. Mas assistir a energia acabar pela janela num efeito dominó causa um pouquinho de pânico, especialmente quando um vizinho ridículo comenta de sua sacada "2012 que nada, é hoje que vai acabar o mundo" e você descobre que váaarias cidades estão na mesma situação. Ok, o mundo não vai acabr em 2012, nem dia nenhum, acredito eu. Todavia, ouvir isso depois de ter visto dois segundos do trailer do filme 2012 (foi o que eu aguentei ver, os outros 28 segundos fiquei de olhos fechados, e pela única vez na minha vida, lamentando profundamente que meu inglês me permitia entender o enredo). Aí vc olha aquela escuridão sem fim em que a pouca claridade que é vem dos carros, daí você pensa:

1- Por que se preocupar tanto, trabalhar tanto, pra que, pra que?
2- Não li todos os livros que queria, nem vi todos os filmes que gostaria e eles não me fizeram falta neste momento, porque tudo que vc sente é fome, vontade de comer alguma coisa que sabe-se lá o que é.

3- Por que as pessoas ligam para as rádios num momento desses e falam um monte de bobagens? E por que quando ouvintes sensatos reclamam da falta de segurança e das péssimas condições do transporte público o locutor corta o pobre coitado?

4- Por que não tem uma estrela sequer no céu?
 
 
5- Eu devia ter um estoque de velas em situações como essa. Sabe aqueles vendedores de guarda-chuva que aparecem do bueiro em dias de chuva? Eu seria vendedora de vela. Não adianta pensar que a luz do celular vai aguentar por muito tempo porque não vai, pois quando mais se precisa do celular menos se pode contar com ele.


PS. As fotos ficaram péssimas, hahahahha, mil perdões.




segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Capítulo 308

26 dias me auto-censurando!!